Os sinais

É verdade que por estes meses tenho dedicado mais tempo a ler do que a escrever. Sinto, de certa forma, que sobre a crise já escrevi tudo o que tinha para dizer há muito tempo. Outros se dedicam agora a preleccionar com autoridade sobre o que já no passado se tornava evidente. Não é o Roubini o único vidente que por aí andou. Se me permitem a ousadia, eu também dei uns toques

Sem comentários:

Publicar um comentário