De onde vêm as dívidas

Amanhã, dia 20 de Novembro de 2014, será um dia histórico para o Reino Unido. O Parlamento Britânico vai discutir, pela primeira vez desde 1844, o modelo de criação de dinheiro do actual sistema monetário. O debate tem por título Money Creation and Society.

O sítio web da campanha Positive Money é um bom ponto de partida para conhecer este problema. Em causa está o facto de os bancos criarem dinheiro “do nada”, electronicamente, sobre a forma de crédito, e que o volume de dinheiro criado dessa forma aumentou exponencialmente nas últimas décadas – ascendendo, no caso britânico, a 97% da totalidade do dinheiro em circulação na economia.
Trata-se de uma trágica concessão de soberania das Nações a favor de agentes financeiros privados, com efeito em todos os aspectos da nossa vida económica.

Partilho um dos melhores vídeos que encontrei sobre este problema: uma palestra de Michael Rowbotham, gravada em 1999, onde aborda as muitas implicações que resultam de um sistema monetário baseado no endividamento. A qualidade da gravação é muito fraca mas o conteúdo é obrigatório. Legendas disponíveis em inglês.

Sem comentários:

Publicar um comentário