Árvore



Museu Paula Rego, por Eduardo Souto de Moura, em Cascais. Vista parcial com o detalhe da escorrência de água da chuva na fachada. A textura diagonal da cofragem do betão dá origem a um desenho que parece evocar a forma das árvores próximas. A observação é do tumblelog Subtilitas, a partir de uma imagem de Pedro Kok, fotógrafo e autor de um pequeno filme publicado no blogue anteriormente. Via People and Place.

Sem comentários:

Publicar um comentário