[bloguitos]

Terça-feira



Ao percorrer a listagem dos Bloggies 2005 fico a pensar que poucos blogues portugueses dão o salto para se tornarem pontocoms ou domínios próprios. A Rua Da Judiaria e o Paulo Querido Net são raras excepções num universo em que mesmo os grandes se mantêm numa espécie de amadorismo.
Seria de esperar que blogues como o Abrupto, o Causa Nossa ou o Barnabé tivessem hoje os seus domínios na net. Não se trata de questionar a atitude dos seus autores que saliento apenas como exemplo de um colectivo de que também faço parte. E aceito que é uma atitude perfeitamente defensável. Apenas registo o facto de poucos entre nós levarem esta actividade numa abordagem mais profissional, de que muitos dos casos presentes nos Bloggies servem de exemplo.

Outro aspecto desta falta de referência tem que ver com o facto de poucos blogues portugueses apresentarem preocupações de design. A imagem de um blogue é evidentemente um valor relativo, mas em muitos casos a substância de uma página enquanto peça gráfica é o seu aspecto mais consequente. Aqui, claro está, entram as nossas limitações. Eu próprio olho para a minha página e reconheço-lhe a incapacidade de romper com a estrutura base dos templates do Blogger, a total ausência de conhecimentos em programação gráfica e animação, a dificuldade em arrumar e sectorizar informação que rapidamente se torna excessiva. O que dizer, então, perante os elevados padrões gráficos dos Bloggies na categoria de melhor design?

Fica este reflexão escrita em tempo real que deixo sem respostas e a sensação de que, se calhar, também anda por aqui a faltar um choque tecnológico qualquer.

[adenda]
Bloggies 2005 na categoria de melhor design:
Loobylu (vencedor)
Karen Cheng
Jason Santa Maria
Brookelyn.org
ShaunInman.com

[adenda #2]
Apercebo-me que quando falo em falta de referência quero dizer falta de referencial. Não é tanto o facto de muitos bloggers portugueses não se dedicarem a personalizar as suas páginas. É antes o modo como alguns blogues de grande visibilidade nunca parecerem tocados pelo desejo de melhorar a componente gráfica, e ser consequente com os conteúdos que lá se expõem.
Por exemplo, o Barnabé apresenta algum grau de personalização. Mas o Causa Nossa ou o Bloguítica pouco acrescentam ao mais básico dos templates do Blogger. Observem o político Talking Points Memo como exemplo e vejam as diferenças. Por outro lado, é difícil sustentar que um blogue como a expressão pública do Abrupto não tenha um domínio e uma formatação própria. Dirão que isso é irrelevante para o autor e contestá-lo é quase indefensável. Mas volto a afirmar que também aí é o referencial que está em causa. Se para uns a imagem gráfica é ainda um dado acessório ou secundário, basta passear pelo universo da blogosfera internacional para ver que, para muitos outros, os elevados padrões de qualidade gráfica são, não uma excepção, mas um standard.

5 comentários:

  1. As coisas que se vão descobrindo graças às descobertas de outros!! ;o) Obrigada por ir por esses caminhos que toma... e por mos dar a conhecer!! (lol) - até pode parecer "lei de menor esforço", mas não é isso!...

    A auto-crítica é boa e positiva, mas penso que não se deve queixar muito!! ;o) A nível gráfico - mesmo que dentro da "tipologia de template de blog" - acho o seu blog muito interessante e muito bem repartido... [Em relação ao excesso... há tanta coisa!!... :o))]
    Denota-se uma preocupação gráfica, mesmo que limitada pela referida falta de conhecimentos de linguagem de programação... (pelo menos de algum modo inovou! Eu tenho que tratar dessa parte... lol)
    Bom... isto até parece uma "palmadinha nas costas" lol.. mas realmente gosto imenso do seu blog!

    Bom... não me vou prolongar mais... Continuação de bons posts! ;o)

    ResponderEliminar
  2. Concordo.
    Também acho interessante que o português, por mais famoso que seja online, não tenha preocupação a nível gráfico e de domínio.
    Acho que tem a ver com a falta de cultura visual dos portugueses.
    Mas anda a melhorar. (Pensamento positivo?)

    ResponderEliminar
  3. Bom....os blogues de jornalistas e comentadores políticos de algibeira, não tem preocupações com a comunicação visual...porém existem muitos portugueses com Blogues gráficamente impecáveis.. experimentem o espirro no mato, á laia de exemplo.
    http://espirro-no-mato.weblog.com.pt/

    ResponderEliminar
  4. Um conteúdo interessante deve ser formatado por um aspecto gráfico estimulante sem ser intrusivo.

    Há weblogs portugueses bem feitos e alguns como eu também têm domínio :)

    ResponderEliminar