STRATEGY AND TACTICS IN PUBLIC SPACE


STRATEGY AND TACTICS IN PUBLIC SPACE is a new publication from a+t architecture publishers. This post is available in English (please scroll down to read).

STRATEGY AND TACTICS IN PUBLIC SPACE é o mais recente título da a+t magazine, dando continuidade à série dedicada a estratégias de intervenção urbana de que fazem parte os volumes anteriores STRATEGY SPACE e STRATEGY PUBLIC – apresentado aqui.

As intervenções no espaço urbano tendem a enquadrar-se no contexto do Planeamento – um processo controlado onde a visão e a execução se encontram.
Estratégia e Táctica, no entanto, são termos que se referem a noções diversas de acção, poucas vezes enunciados no contexto do ambiente construído. Referem-se à relação integrada entre o espaço materializado – o produto da concepção técnica e do saber profissional – e a sua ocupação ao longo do tempo – as múltiplas formas como os cidadãos se apropriam e usam a cidade.

O Espaço Público é assim um território frágil de interacção e consequência. Na condição económica em que vivemos é mais do que o lugar para a representação – de uma ideia de sociedade ou ordem. É um processo complexo, já não dominado pela esfera política, em que a Administração Pública se vê confrontada com custos crescentes no acesso ao crédito e comprometida com agendas para o controlo de dívida.
A primeira vítima deste novo paradigma é uma cultura de projecto que sobrepopulou as ruas e praças de “objectos” – mobiliário urbano, detalhe excessivo e soluções de desenho generalizadamente dispendiosas. Uma nova cultura de austeridade está a emergir por uma razão simples: não existe dinheiro para sustentar os excessos que cometemos e celebrámos no passado.

As intervenções apresentadas em STRATEGY AND TACTICS contêm abordagens diferentes em contextos diversificados, mas que partilham esta mesma condição contemporânea. Tratam-se de singularidades, manifestações de inovação e espontaneidade criativa, geralmente pequenas em escala mas ambiciosas na sua natureza – são micro-utópicas. Projectos altruístas que não têm medo de quebrar as regras, desafiar o pré-concebido e ir além das expectativas.



Interboro Partners, Lent Space, New York, United States, 2009. Image credits: Dean Kaufman.



Fugman Janota, Nordbanhof Park, Berlin, Germany, 2009. Image credits: Philip JSF Winkelmeier.




Rural Studio, Lions Park, Greensboro, United States, 2010.

STRATEGY AND TACTICS IN PUBLIC SPACE is the third title in a+t’s Strategy series, following the publication of STRATEGY SPACE and STRATEGY PUBLIC – previously reviewed here.

Urban space interventions are usually integrated under a notion of Planning – a controlled process where vision and power both come into place. Strategy and Tactics, however, are terms that address different notions of urban action. They refer to the intertwined relationship between materialized space – the product of professional intent – and its occupation through time – the multiple ways in which citizens ultimately maneuver and use the city.

Public space is a fragile place of engagement and consequence. In the new economic framework we live in, it is more than a place for mere representation – of socialization and order. It is a complex process, no longer dominated by the political sphere, currently under an increasing financial pressure – the Public Administration, overwhelmed with growing credit costs and an agenda towards deficit-control.
The first casualty of this new paradigm is a design culture that has overpopulated streets and squares with objects – urban furniture, excessive detail and overall expensive design solutions. A new culture of austerity is emerging for a simple reason: there is no money to pay the kind of excesses we have committed and even celebrated in the past.

The interventions featured on STRATEGY AND TACTICS contain different approaches and take place in a wide array of built and social realities. They are singularities, manifestations of creative innovation and spontaneity, usually small in scale but ambitious in nature – micro-utopian. They are altruistic and rule-breaking – not afraid of going beyond the expected and challenge the preconceived.

Sem comentários:

Publicar um comentário