A Barriga de um
Arquitecto

Mais depressa nos ensina a terra do que todos os livros. Porque nos resiste.

16.10.08

Where: o lado urbano da economia


Image via GEAB.

O blog americano Where, criado por Brendan Crain, acaba de tornar-se uma plataforma colectiva com a colaboração de Danny Ahkiam, Mario Ballesteros, Marc Couillais, William Fong, Lisa Hodges, Josh S. Jackson, Dan Lorentz, Katia Savchuk, James Shephard e Peter Sigrist. Nos últimos dias têm publicado uma série de artigos focados na dimensão urbana da actual crise económica.
Um texto recente, intitulado Spain, what have you done?, faz uma reflexão sobre a situação particular do nosso país vizinho no momento de crise que atravessa, centrada sobre o sector imobiliário. São circunstâncias que têm algum paralelo com a realidade nacional, sabendo-se que o nosso mercado da construção se desenvolveu sobre os mesmos moldes de expansão urbanística e disponibilidade de crédito fácil para a aquisição de habitação por parte de particulares.
O caso espanhol tem contornos de catástrofe, com uma desvalorização do preço do mercado habitacional de até 50% durante o ano de 2007. As consequências deste colapso tiveram efeitos desastrosos sobre a indústria da construção e a economia estatal, sentidas com mais gravidade no ano que está a decorrer. A insolvência prática do sector alia-se agora à crise financeira que varre os mercados mundiais, com a Espanha a enfrentar um cenário de recessão e as consequências de uma grave crise social e económica.

¶ English
Where: the urban side of the economy
American blog Where, created by Brendan Crain, has just become a collective platform, with the participations of Danny Ahkiam, Mario Ballesteros, Marc Couillais, William Fong, Lisa Hodges, Josh S. Jackson, Dan Lorentz, Katia Savchuk, James Shephard and Peter Sigrist. On the last few days they’ve been publishing a series of articles focused on the urban dimension of the current economic crisis.
A recent text, titled Spain, what have you done?, reflects upon the country’s specific situation and the dramatic moment that’s being faced by the real-estate sector. A situation that reveals the dangerous consequences of urban expansion policies combined with easy available credit directed to the purchase of housing by private citizens. Spain witnessed the steep devaluation of its housing market, up to 50% during the past year. The consequences of this phenomenon are now being revealed by a stagnant construction sector and a receding state economy.


# / English Edition

1 comentário :

  1. Na españa estamos a viver algo que tudo o mundo esperaba... alguns queriano ver outros ollaban pra outro lado pero estaba mais que visto... Estabamos a construir tanto como a suma dos edificios construidos na Franza, Alemaña e Inglaterra xuntos nun ano... impresionante... e insostibel...

    ResponderEliminar